Testes Serology4COVID

Acordo com grupo Medinfar para a licença de tecnologia de testes e disponibilização do protocolo para a comunidade científica

Consórcio Serology4COVID liderado pelo Instituto Gulbenkian Ciência, que junta o iBET, CEDOC-NMS, iMM e ITQB-NOVA fecha acordo de licença do teste serológico para deteção de anticorpos para o SARS-Cov-2 à empresa portuguesa Medinfar, líder nas áreas de Consumer Healthcare e Dermatologia.

Em simultâneo, garante o acesso ao conhecimento produzido, passando a disponibilizar a proteína e o respetivo protocolo aos Centros de Investigação em Portugal e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) interessados em desenvolver estudos académicos sobre o vírus SARS-CoV-2 (incluindo a realização de estudos serológicos aos respetivos colaboradores das instituições). 

O teste serológico desenvolvido pelo consórcio, foi inicialmente aplicado em diversos estudos académicos promovidos pelos parceiros do consórcio:

  • 8000 testes realizados pelo IGC no âmbito do projeto piloto com a Câmara Municipal de Almeirim e no projeto de monitorização de 1500 profissionais de saúde iniciado em Abril;
  • 3500 testes realizados pelo iMM no âmbito da campanha de testes COVID-19 realizada pela Universidade de Lisboa e de projetos com o Centro Hospitalar Lisboa Norte, a Faculdade de Medicina e o Instituto Português do Sangue e Transplantação e
  • 1645 pelo CEDOC-NMS no âmbito do Rastreio Serológico à comunidade da Universidade NOVA de Lisboa.

O Serology4COVID cumpre o seu propósito: desenvolver um teste serológico para a COVID-19, escalável e económico, totalmente feito em Portugal, uma ferramenta estratégica para conhecer a expansão da imunidade na população e suportar a implementação de medidas de controlo da doença com vista a minimizar as consequências desta pandemia para a saúde, sociedade e economia.

O Consórcio contou com o apoio financeiro do Fundo de Emergência Covid-19 da Fundação Calouste Gulbenkian, da Sociedade Francisco Manuel dos Santos e da Câmara Municipal de Oeiras. 

 

Solicitar o protocolo e a proteína

Todos os centros de investigação, em Portugal e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), que queiram desenvolver projetos de investigação do virus SARS-CoV-2 e/ou testar os seus próprios colaboradores, podem solicitar acesso ao protocolo e à proteína.

Para tal devem:

  • Preencher o Acordo de Transferência de Material disponível aqui;
  • Submeter o Acordo de Transferência de Material (em pdf) por email para: [email protected]
  • Após submissão, o pedido será avaliado (entidade requerente, contexto do estudo e conforme disponibilidade de proteína)
  • Será remetida resposta, pelo mesmo meio, e definida logística de entrega, cujos custos estarão a cargo da entidade recetora.

 

Saber mais sobre o Consórcio Serology4COVID