16 outubro, 2018

Cidadãos Ativ@s em reunião da OSCE sobre direitos humanos

É através da educação para os direitos humanos que podemos assegurar que os indivíduos agem de forma responsável respeitando os direitos dos outros, afirmaram os participantes na reunião “Supplementary Human Dimension Meeting” da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que se realizou em Viena, nos dias 8 e 9 de outubro, e na qual o Programa Cidadãos Ativ@s foi convidado a participar.

Organizado pela Presidência Italiana da OSCE, com o apoio do Gabinete para as Instituições Democráticas e os Direitos Humanos (ODIHR-OSCE), este encontro reuniu cerca de 120 representantes de governos e organizações da sociedade civil que trabalham questões relacionadas com a educação para os direitos humanos nos 57 estados membros da OSCE.

O encontro desdobrou-se em três sessões de trabalho: a primeira sobre os esforços políticos atuais na área da educação para os direitos humanos, tanto a nível da OSCE como a nível de políticas públicas dos seus estados membros; a segunda sessão centrou-se na utilização das novas tecnologias para promover a educação para os direitos humanos; e a terceira e última sessão focou-se no gozo efetivo do direito à educação como uma ferramenta para promover a paz e a segurança. Para além disso, realizou-se também um evento paralelo focado no acesso à educação de qualidade por parte das crianças e jovens de etnia cigana.

“Num momento em que os direitos humanos são cada vez mais questionados em todo o mundo, precisamos de garantir que as pessoas sabem o que são os direitos humanos. Os professores e as escolas estão numa posição importante: podem reproduzir hierarquias e injustiças existentes, ou então desmantelá-las. Com a educação para os direitos humanos estarão melhor preparados para as desmantelar”, disse Kaari Mattila, Secretária-Geral da Liga Finlandesa dos Direitos Humanos, na conferência de abertura do encontro. “Numa era de fake news é mais importante que nunca que todas as crianças aprendam o essencial dos direitos humanos para perceberem que todas as pessoas têm direitos e que é responsabilidade dos governos proteger os seus direitos”, acrescentou.

Mais informações sobre o trabalho da OSCE na área dos direitos humanos, aqui.