• 1920
  • Tela
  • Óleo
  • Inv. 83P44

António Carneiro

Sinfonia azul

O perfil psicológico e alguns aspectos mais conturbados da vida de António Carneiro têm marcado o discurso sobre a sua obra com um tom por vezes hagiográfico. Mesmo quando recusa a componente laudatória, esse discurso acaba por justificar a obra com a biografia, o que nem sempre permite um melhor entendimento da sua pintura.

 

António Carneiro fez vários retratos ao longo da sua carreira de pintor, muitos por encomenda, quer sobre papel a sanguínea, lápis ou carvão, quer pinturas a óleo de amigos, familiares e destacados membros da sociedade. Embora reconhecido no seu tempo pela comunidade nortenha como grande retratista, foi consagrado a posteriori sobretudo pelas melancólicas e perturbantes paisagens, assinalando-se a notável singularidade dos seus quadros nocturnos, tendo o retrato, por comparação com o contemporâneo Columbano, sido menos considerado. No entanto, as pinturas dos membros da sua família e de amigos mais próximos, feitas sem a necessidade de satisfazer exigências de encomenda, são igualmente singulares. Sensível às linguagens mais expressivas e simbólicas da pintura fin de siècle com que contactou na sua passagem por França, onde estudou entre 1897 e 1900, António Carneiro explorou a possibilidade de abordar os temas moldando-os com a pincelada, com empastelamentos e raspagens que tornam o desenho preparatório secundário ou mesmo dispensável. A par desta pesquisa especificamente pictórica, trabalhou sempre também o desenho em si mesmo, no qual era exímio. Porém, quando o desenho adquire peso maior na sua pintura, ela resulta em quadros mais académicos.

 

Sinfonia Azul é uma dessas telas produzidas em contexto doméstico e tem como modelo a filha do pintor, Maria Josefina, mas talvez seja pouco acertado chamar-lhe retrato. O quadro joga com o contraste entre a escuridão interior e a luz branca, matinal, que entra pela janela à esquerda, encadeando a portada e projectando reflexos na parede, no livro aberto no chão, no vestido e corpo da jovem mulher sentada. A gradação dos negros, cinzentos, cinzento-azulado e brancos cria a atmosfera azul que o título refere. Apenas alguns apontamentos de amarelo e tons acastanhados são permitidos e fazem da imagem uma visão acolhedora, contrariando a frieza das restantes cores usadas. O rosto emerge da penumbra apenas pela iluminação com pinceladas rosa sumárias que lhe esboçam, mas não revelam, a expressão. É a luz, cujos reflexos saltam entre as pregas do vestido, os braços nus e o rosto, revelando a presença da figura feminina, que dá azo à metáfora musical. O título completa o quadro na medida em que faz a leitura poética do momento intimista e apaziguador pintado. O corpo feminino apresenta-se, assim, mais como um elemento que ajuda a criar este ambiente do que como uma figura retratada.

 

Mariana Pinto dos Santos

Maio de 2010

 

 

TipoValorUnidadesParte
Largura63,5cm
Altura78,5cm
Tipoassinatura
TextoAntónio Carneiro
Posiçãofrente, canto inferior direito
Tipodata
Texto1920
Posiçãofrente, canto inferior direito
TipoAquisição
DataJulho de 1983
TipoCarimbo
TextoCol. Jorge de Brito
Posiçãono verso da tela e na grade
António Carneiro (1872-1930) - algumas pinturas e desenhos
CAMJAP/FCG
Curadoria: Alice Costa Guerra
21 de Junho de 2005 a 8 de Janeiro de 2006
Galeria do Piso 01 do museu do CAM
Exposição de pinturas e desenhos.
Inauguração do CAM
CAM/FCG
Curadoria: A definir
20 de Julho de 1983
Lisboa, Centro de Arte Moderna/ FCG
20 de Julho 1983.
Pintura Portuguesa - Século XX
Câmara Municipal de Coimbra
Curadoria: Telo Morais
6 de Dezembro de 2001 a 27 de Janeiro de 2002
Casa Municipal da Cultura, Coimbra
Exposição que pretendeu retratar a produção de alguns pos pintores mais relevantes do século XX.
Atualização em 23 janeiro 2015

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.