• 1937
  • Tela
  • Óleo
  • Inv. 75P449

António Soares

Retrato da irmã do artista

Com Retrato da Irmã do Artista, de 1937, podemos traçar um percurso pelos retratos femininos de maiores dimensões e em tela de António Soares, caminho marcado na colecção do CAM com Natacha (1928) e Retrato de Maria de Mello Breyner (1932).

 

Realizada no ano em que Soares é premiado com o Grand-Prix da Exposição Internacional de Paris de 1937, esta obra constitui-se como via de entrada para uma abordagem à sua pintura e ao contexto histórico em que se insere.

 

Quando colocada lado a lado com as duas telas já referidas, deixa desde logo sobressair a diferente pose que é ensaiada, podendo a partir daqui afirmar-se um cada vez maior domínio técnico de um pintor que, convirá não esquecer, foi um autodidacta. A isto acresce o facto de a figura não se encontrar já num canto, mas sim sentada numa cadeira, objecto determinante para a definição espacial. O fundo é, agora, composto por uma série de planos habilmente separados por um tratamento da luz que ajuda, inclusivamente, a destacar a figura do fundo que a enquadra.

 

Atentando ao prémio que António Soares recebe neste ano de 1937, é possível afirmar que depois da consagração com Natacha, logo em 1929, e mais tarde com o Prémio Columbano, o reconhecimento do pintor atinge um ponto alto. Este prémio internacional, observado à luz dos ditames de António Ferro e num contexto artístico de regresso à ordem entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, acaba por consagrar uma carreira laborada entre uma gramática oitocentista e uma atenção ao modernismo, no que à pintura em tela diz respeito.

 

 

ASR

 

Maio de 2010

TipoValorUnidadesParte
Altura110cm
Largura100cm
TipoAquisição
DataJulho de 1975
Heimo Zobernig e a Colecção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian/ Heimo Zobernig and the Collection of the Calouste Gulbenkian Foundation Modern Art Centre; Heimo Zobernig and the Tate Colllection/ Heimo Zobernig e a Colecção da Tate
Lisboa, CAM/ St. Ives, Tate St. Ives, 2009
ISBN:978-1-85437-826-2
Catálogo de exposição
Inauguração do CAM
CAM/FCG
 
20 de Julho de 1983
Lisboa, Centro de Arte Moderna/ FCG
 
Heimo Zobernig e a Colecção do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian
CAM/FCG
Curadoria: Jürgen Bock
11 de Fevereiro a 31 de Agosto 2009
Centro de Arte Moderna
 
Atualização em 23 janeiro 2015

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.