Sonia Delaunay na Dinamarca

Três obras de Sonia Delaunay pertencentes à Coleção do CAM viajam até à Dinamarca para serem apresentadas numa exposição em torno da obra da artista que decorre no Louisiana Museum of Modern Art.
Sonia Delaunay, «Chanteur Flamenco (dit Petit Flamenco)» (detalhe), 1916. Inv. DE78

A 12 de fevereiro, o Louisiana Museum of Modern Art, em Humlebæk, perto de Copenhaga, inaugura Sonia Delaunay, com o apoio da Bibliothèque nationale de France. Esta é a primeira exposição individual da artista na Escandinávia desde 2007 e pretende ser a mais abrangente, reunindo obras sobre diferentes suportes produzidas entre as décadas de 1910 e 1970.

 

Sonia Delaunay, «Auto-Portrait», 1916. Inv. DE76

 

Em 2012, o museu dinamarquês já tinha apresentado uma seleção de obras de Sonia Delaunay na exposição Women of the Avant-Garde 1920-1940, à qual o Centro de Arte Moderna se associou através do empréstimo do guache Chanteur Flamenco (dit Petit Flamenco), uma importante peça produzida em 1916 e doada pela artista à Fundação Gulbenkian no final da década de 1970.

 

Sonia Delaunay, «Chanteur Flamenco (dit Petit Flamenco)», 1916. Inv. DE78

 

A obra viaja agora novamente até à Dinamarca, fazendo-se desta vez acompanhar por outras duas peças fundamentais da Coleção do CAM: Chanteurs Flamenco (dit Grand Flamenco), um óleo com cera sobre tela de 1915-1916,  e um segundo guache de 1916,  Auto-Portrait. Estas obras podem ser vistas no Louisiana até 12 de junho de 2022, juntamente com uma seleção de trabalhos de outros museus internacionais.

Atualização em 08 fevereiro 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.