Rede de Museus de Colecionadores

Graças à generosidade de muitos colecionadores europeus, as cidades possuem atualmente importantes museus que permitem aos seus residentes e visitantes apreciar as peças que estes homens e mulheres colecionaram apaixonadamente ao longo das suas vidas.

Apesar da sua grande diversidade enquanto grupo, os colecionadores têm uma característica que os une: a paixão pelo colecionismo. Antonis Benaki, William Burrell, Calouste Gulbenkian, Frederic Marès e Gian Giacomo Poldi Pezzoli partilhavam ainda uma vocação didática que, no fim das suas vidas, os fez preocupar-se com o futuro das suas coleções, grupos de obras que foram acumulando e cujo significado reside na sua natureza indivisível.

O Museu Benaki, de Atenas, A Coleção Burrell, de Glasgow, o Museu Calouste Gulbenkian, de Lisboa, o Museu Frederic Marès, de Barcelona, e o Museu Poldi Pezzoli, de Milão, decidiram prestar tributo aos homens que tornaram possível a sua existência, trabalhando conjuntamente em projetos que se centram na figura do colecionador.

Da colaboração destas cinco instituições, surgirão, no futuro, iniciativas conjuntas, tais como conferências, exposições e/ou publicações.