Pinturas do CAM no Atelier-Museu Júlio Pomar

Duas obras da Coleção do CAM vão ser apresentadas na próxima exposição no Atelier-Museu Júlio Pomar - “Júlio Pomar: Pintura de Histórias”.
Júlio Pomar, «D. Quixote e os Carneiros», 1961. Inv. 83P767

No dia 29 de abril, o Atelier-Museu Júlio Pomar inaugura a exposição Júlio Pomar: Pintura de Histórias, com a curadoria de Alexandre Pomar e Sara Antónia Matos.

Por volta de 1982-85 começou um novo capítulo da obra de Júlio Pomar, em que tomam ainda mais importância os temas literários e aparecem as figuras da mitologia clássica, com séries dedicadas a Adão e Eva, Diana e Acteon, Salomé, Ulisses e as Sereias, etc.

É um período tardio no qual Pomar volta a uma pintura livremente gestual, em obras de grande formato, onde estão presentes o humor, a intenção crítica e a invenção narrativa e pictural.

 

Júlio Pomar, «D. Quixote e os Carneiros», 1961. Inv. 83P767

 

Abordando os mitos históricos, Pomar reencontra-se com a Pintura de História e cria uma original e poderosa Pintura de Histórias. São alguns desses novos temas e certos temas de sempre, como D. Quixote ou os “Animais Sábios”, que a exposição apresenta em obras das suas últimas décadas de actividade.

Para esta exposição, o CAM cedeu as obras D. Quixote e os Carneiros e Scène Primitive/Cena Primitiva.

Atualização em 27 abril 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.