Primeira Exposição-Diálogo sobre Arte Contemporânea na Europa

Em março de 1985 inaugurou «Primeira Exposição-Diálogo sobre Arte Contemporânea na Europa», que reuniu obras de oito museus europeus dispostas em vários espaços da Fundação. Enquanto o CAM está fechado, convidamos a revisitar mensalmente uma exposição passada.
Vista da exposição «Primeira Exposição-Diálogo sobre Arte Contemporânea na Europa». CAM, 1985. Foto: Mário de Oliveira

Realizada entre março e junho de 1985, a «Primeira Exposição-Diálogo sobre Arte Contemporânea na Europa» foi organizada com o apoio do Conselho da Europa e reuniu uma seleção de obras de oito museus internacionais: para além do CAM, juntaram-se o Museum Moderner Kunst (Viena), o Museum van Hedendaagse Kunst (Ghent), o Nationalgalerie Staatliche Museen Preußische Kulturbesitz (Berlim), a Galleria d’Arte Moderna (Roma), o Museum Boijmans Van Beuningen (Roterdão), a Sonja Henie-Niels Onstad Foundations (Oslo) e o Moderna Museet (Estocolmo). 

 

Ângelo de Sousa, «Pintura (83-5-15G)», 1983. Inv. 84P576
Ângelo de Sousa, «Pintura (84-10-4G)», 1983. Inv. 84P577

 

Concebida para explorar a identidade cultural europeia e promover uma melhor compreensão dos movimentos artísticos e das mudanças culturais em vigor, a exposição estendeu-se a vários espaços da Fundação, incluindo duas galerias no Edifício Sede e todos os espaços expositivos do Centro de Arte Moderna. A exposição contou ainda com um conjunto de performances realizadas por alguns dos mais importantes artistas da época, selecionados pelos diretores dos museus participantes. Organizaram-se ainda quatro colóquios e mesas-redondas. 

 

 

A Coleção do CAM esteve representada por três pinturas de Ângelo de Sousa, uma pintura de António Costa Pinheiro e um têxtil de Lourdes Castro. A exposição foi amplamente referida na imprensa e contou com a publicação de um catálogo bilingue com textos de apresentação de todas as instituições envolvidas, bem como um prefácio de Michael Marschall von Bieberstein, do Conselho da Europa, e José Sommer Ribeiro, diretor do CAM. Incluía ainda um ensaio de René Berger, a quem se deveu o desenvolvimento inicial do projeto. 


História das Exposições

No catálogo digital, pode explorar as 1343 exposições de arte organizadas pela Fundação entre 1957 e 2016.

Saber mais
Atualização em 11 março 2022

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.