Em Exposição

José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno

José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno

No dia 2 de fevereiro de 2017 a Fundação Calouste Gulbenkian inaugura a exposição «José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno», antológica da obra de um artista que catalisa a vanguarda nos anos 1910 e atravessa todo o século XX.

Portugal em Flagrante – Operação 1, 2 e 3

Portugal em Flagrante – Operação 1, 2 e 3

Portugal em Flagrante é uma exposição de caráter semipermanente da Coleção Moderna do Museu Calouste Gulbenkian que oferece uma introdução à história da arte e da cultura em Portugal no século XX, disponibilizando informação mais aprofundada para estudantes e professores.

Manuela Marques e Versailles. A face escondida do sol

Manuela Marques e Versailles. A face escondida do sol

A artista Manuela Marques apresenta pela primeira vez ao público, na Galeria do Piso inferior do Museu Calouste Gulbenkian, um conjunto de fotografias, trabalho resultante de vários meses de deambulações pelo Palácio de Versalhes.

Tamás Kaszás. Alegria e Sobrevivência

Tamás Kaszás. Alegria e Sobrevivência

A inauguração do Espaço Projeto acontece a 2 de março com trabalhos do artista húngaro Tamás Kaszás (Dunaújváros, 1976) e do Ex-Artists’ Collective, um coletivo que junta os artistas Tamás Kaszás e Anikó Loránt (Székesfehérvár, 1977).