Serviço de leitura

 

Recursos disponíveis

O serviço de leitura proporciona a consulta do acervo físico e digital da Biblioteca de Arte e dos Arquivos Gulbenkian (BAA), quer as suas coleções correntes, quer as suas coleções especiais, incluindo espólios e arquivos.

Oferece ainda, em livre acesso, uma coleção de referência e um conjunto de livros e de fascículos recentes de publicações periódicas.

A consulta do acervo pode ser realizada em diferentes espaços, consoante a natureza e o formato da documentação e o seu estatuto de acesso:

  • Sala de leitura de documentação em formato físico, com uma lotação de 86 lugares sentados;
  • Área de leitura de documentação digitalizada, com uma lotação de 4 lugares sentados;
  • Gabinetes de investigação.

O serviço de leitura dispõe de máquinas de fotocópias e de um scanner que permitem reproduzir, desde que no estrito cumprimento das disposições legais em vigor, documentos sem o estatuto de “Reservado” das coleções da Biblioteca. Estas máquinas estão disponíveis em regime de autosserviço e são desligadas às 18:45 (17:15 no horário de Verão).  Para mais informações ver Reprodução de Documentos.

O serviço de leitura disponibiliza ainda o acesso à rede sem fios (wireless) da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Reserva de documentação

Só pode efetuar reserva de documentação o utilizador da Biblioteca de Arte e dos Arquivos Gulbenkian com inscrição válida (Ver Registo de Utilizador).

 

Reserva de documentação sem restrições de acesso

A documentação do acervo da Biblioteca de Arte que não tenha estatuto de acesso “Reservado” deve ser reservada remotamente nas seguintes condições:

  1. A documentação reservada até às 17:00 de um dia útil pode ser consultada presencialmente entre as 10:00 e as 19:00 do dia útil seguinte;
  2. A documentação reservada depois das 17:00 de um dia útil só pode ser consultada presencialmente entre as 10:00 e as 19:00 do segundo dia útil seguinte (Exemplo: se reservar uma obra depois das 17:00 de terça-feira, essa obra só poderá ser consultada presencialmente entre as 10:00 e as 19:00 de quinta-feira);
  3. A documentação reservada entre as 17:00 de sexta-feira e as 24:00 de domingo só estará disponível para consulta na terça-feira seguinte.

 

Como fazer uma reserva?

Para fazer uma reserva antecipada deve:

  • Consultar o catálogo da Biblioteca disponível na Internet e realizar as pesquisas;
  • Selecionar as obras que pretende reservar (o número máximo de obras que pode reservar depende da  categoria de utilizador que lhe foi atribuída aquando do seu registo);
  • Reservar as obras selecionadas seguindo os passos indicados no catálogo.

O número total de reservas suscetível de ser processado e fornecido, num só dia, pelo serviço de leitura é limitado. Se a sua reserva ultrapassar esse limite diário será notificado pelo sistema, devendo, nesse caso, voltar a submeter outra reserva noutro dia.

Sem prejuízo da regra geral da reserva antecipada a submeter remotamente, os utilizadores poderão, em complemento ou reforço da consulta da documentação previamente requisitada, solicitar autorização para requisitar até 3 exemplares adicionais.

Aos novos leitores que se registem presencialmente junto do Serviço de Referência, caso existam na sala de leitura lugares vagos, será igualmente dada a possibilidade de, na sequência imediata desse registo, realizar uma requisição de até 3 exemplares.

Em qualquer dos casos, a requisição presencial de obras para a leitura termina às 17:00.

 

Reserva de documentação com restrições de acesso

A reserva e consulta de documentação em formato físico ou digital com restrições de acesso – seja por razões de conservação, organização e controlo, seja por condicionantes legais relativas à proteção de direitos de autor e conexos, direitos de personalidade, designadamente de dados pessoais, seja ainda por qualquer outro impedimento legal ou contratual – e, bem assim, a dos Arquivos Gulbenkian, carecem de autorização prévia, a qual pode ser solicitada presencialmente no Serviço de Referência ou através dos seguintes endereços eletrónicos:

Acervo da Biblioteca de Arte: [email protected]
Acervo dos Arquivos Gulbenkian: [email protected]

Para o efeito devem ser facultados os seguintes dados:

  • Identificação do utilizador;
  • Código do utilizador (código do cartão);
  • Identificação da documentação a que se pretende aceder, utilizando, sempre que existentes, as referências do catálogo;
  • Razões que justifiquem a consulta.

 

Consulta presencial da documentação

Após ter efetuado a reserva antecipada da documentação que pretende consultar, dirija-se ao serviço de leitura da Biblioteca de Arte e Arquivos (Informações e contactos) no dia adequado ao momento em que foi feita a reserva, de acordo com o estipulado acima (Ver Reserva de Documentação sem restrições de acesso).

No caso da requisição de documentação em formato físico ou digital com restrições de acesso, a sua consulta, caso seja autorizada, deverá ocorrer no dia e no horário acordados com o serviço de leitura e transmitidos por correio eletrónico.

A consulta da documentação em qualquer espaço da Sala de Leitura deverá terminar até 15 minutos antes do encerramento do serviço (18:45 no horário de Inverno e 17:15 no horário de Verão).

 

Gabinetes de investigação

A BAA dispõe de gabinetes de investigação destinados a investigadores a realizar projetos de investigação que impliquem o recurso intensivo a fontes de informação pertencentes aos acervos da Biblioteca de Arte e ou dos Arquivos Gulbenkian.

A atribuição de gabinetes de investigação depende da sua disponibilidade a cada momento e é efetuada por períodos máximos de 3 meses.

Os utilizadores da BAA poderão candidatar-se à atribuição de um gabinete de investigação submetendo uma candidatura fundamentada que deve ser enviada para o endereço [email protected], com os seguintes dados:

  • Identificação;
  • Filiação académica ou científica;
  • Descrição do projeto de investigação, incluindo informação sobre a estratégia de consulta e exploração dos recursos de informação e documentação da BAA;
  • Período previsto de utilização do gabinete;
  • Parecer da instituição onde se encontra afiliado ou do orientador do Projeto.

 

Como contrapartida, o investigador deverá oferecer à BAA cópia do resultado documental da sua investigação, juntamente com a faculdade de o integrar nos acervos e de o disponibilizar ao público no prazo a acordar.