10 Dezembro 2018

Sobre os aspetos do Iraque contemporâneo

À conversa com Paulo Moura

Paulo Moura
Paulo MouraConversas na Biblioteca

dia 11 de dezembro   |   terça-feira   |   18h00   |   átrio   |   entrada livre


Sinopse

Na sua conversa de dia 11 de dezembro Paulo Moura partilhará as suas observações em várias viagens ao Iraque: no tempo de Saddam, durante a guerra e na era do Estado Islâmico; abordará estratégias individuais e coletivas  para lidar com a insegurança, a incerteza e a violência quotidiana naquela zona geográfica, assim como as continuidades e rupturas no sentimento identitário do povo iraquiano. 

Biografia

Paulo Moura, escritor e repórter nascido no Porto, estudou História e Jornalismo e foi, durante 23 anos, jornalista do jornal Público, tendo exercido funções de correspondente em Nova Iorque e sido editor da revista Pública. Tem realizado reportagens em zonas de crise e conflito por todo o mundo, incluindo o Iraque. Ao longo da sua carreira ganhou já diversos prémios (Gazeta, AMI, UNESCO, FLAD, Comissão Europeia, etc.). Paulo Moura é atualmente professor de jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social (Lisboa) e de “Escrita de Viagens” na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL).  

 No âmbito da sua atividade como escritor, Paulo Moura é autor de dez livros, entre os quais se contam Depois do Fima crónica dos primeiros 25 anos da Guerra de Civilizações (2016) e Uma Casa em Mossul: os Últimos dias do Estado Islâmico, editado em 2018, pela editora Objectiva, ambos sobre a situação política no Médio Oriente e no Iraque. 

Atualização em 13 Março 2019