Armenia (Juventude e Sociedade Civil)

A nossa segunda prioridade é Criar uma Arménia viável a partir do investimento na sua juventude e no seu compromisso para com a sociedade civil.

A República da Arménia alcançou a independência há mais de 20 anos. É um país em vias de desenvolvimento que enfrenta muitos desafios comuns a outros estados pós-soviéticos. A Fundação Calouste Gulbenkian tem sido ativa na Arménia há muitos anos. Esse compromisso será mantido porque se acredita no polo crucial de produção cultural e académica que é a República da Arménia (na Arménia Oriental), bem um centro de redes globais que potencia a união dos arménios.

A nossa ênfase na juventude e na sociedade civil destina-se a privilegiar o apoio a setores que tradicionalmente têm sido negligenciados por doadores na diáspora.

Vamos conceder subsídios a organizações da sociedade civil, particularmente às que incentivam a educação e participação cívicas; apoiar iniciativas que estabeleçam pontes entre jovens intelectuais na Arménia – especialmente nas áreas das ciências sociais e humanas – com os seus pares em países desenvolvidos, de modo a conhecerem as mais recentes inovações e abordagens académicas; e colaborar com algumas Página | 5 entidades governamentais, em particular para o melhoramento do conhecimento do idioma arménio ocidental.

O orçamento total previsto para as iniciativas acima mencionadas na Arménia é de cerca de meio milhão de dólares por ano. Este vai somar-se às outras duas iniciativas relacionadas com a Arménia: o programa de bolsas para estudantes universitários e quadros docentes jovens na Arménia  e os programas de publicação. Pretende-se atribuir uma dotação de cerca de setecentos mil dólares à Arménia por ano

Consulte a lista de projetos apoiados desde 2014 referentes a esta prioridade:

Bolsas 2014 (PDF) Bolsas 2015 (PDF)