FCG Secção: Fundação

Um relato de viagem ao Líbano e à Arménia

De 19 e 31 de maio, o diretor das Comunidades Arménias, Razmik Panossian viajou até ao Líbano e a Arménia para, entre diversos compromissos, participar no lançamento de dois novos programas apoiados pelo Serviço das Comunidades Arménias.

No Líbano, participou na cerimónia oficial do lançamento do “Programa de Desenvolvimento Professional para Docentes em Escolas Arménias no Líbano” da Universidade Haigazian, que promove novas oportunidades de desenvolvimento profissional e abrange 150 docentes de escolas Arménias no Líbano. Este programa pretende desenvolver a qualidade de ensino em escolas Arménias e garantir a preservação da língua arménia ocidental. Ainda no Líbano, participou na conferência “Arménios do Iraque” organizada pelo Centro de Investigação da Diáspora Arménia da Universidade Haigazian, que também contou com o apoio da Fundação, que tem vindo a apoiar conferências deste cariz para encorajar investigações académicas sobre a Diáspora Arménia.

Na Arménia, Razmik Panossian esteve presente no lançamento do Programa de Estágio Calouste Gulbenkian Translation Series at AUA, criado em colaboração com a Universidade Americana da Arménia (American University of Armenia) para apoiar a implementação do projeto, Calouste Gulbenkian Translation Series. Este projeto foi criado em dezembro de 2015 e pretende traduzir importantes textos académicos das áreas de ciência sociais e humanidades para arménio. Foi também convidado, devido à sua experiência académica, a participar na conferência “End of Transition: Armenia, 25 Year on, Now What?” organizada pelo Instituto dos Estudos Arménios da Universidade do Sul da Califórnia (University of Southern California’s Institute of Armenian Studies). A sua intervenção Transition: Trends and Lessons”, somente em Inglês.

 A próxima viagem de Razmik Panossian será até França, para acompanhar o primeiro acampamento para crianças e professores organizado pelo Serviço das Comunidades Arménias em Arménio Ocidental: Zarmanazan Summer Camp. Durante 25 dias, crianças e professores vão através da música, da arte, do teatro, da dança e até de diversos desportos, desenvolver a língua arménia ocidental, tornando-a numa ferramenta não só de comunicação mas criação. 

Pode consultar na íntegra a descrição da viagem redigida pelo Diretor, disponível só Inglês.