Visita orientada: Jardins para as plantas silvestres

Slider de Eventos

Nos dias em que vivemos fala-se cada vez mais na importância dos espaços verdes como ferramentas fundamentais para o equilíbrio biológico e combate às alterações climáticas. Ao longo do último século, a urbanização ocupou terrenos ecologicamente produtivos e transformou-os em relvados e jardins de plantas exóticas ornamentais. A paisagem assim humanamente dominada não suporta ecossistemas funcionais e as áreas selvagens que sobram já não têm dimensão ou conectividade suficiente para albergar a vida selvagem. As plantas silvestres são as que surgem espontaneamente em cada região onde evoluíram e constituem a base ecológica da qual a vida depende, incluindo os animais e as pessoas. Desempenham um papel fundamental na regeneração da vida natural e equilíbrio dos sistemas ecológicos, quer no interior das cidades, quer nos ecossistemas agrícolas – possuindo ainda uma importância socioeconómica pelas utilizações que oferecem para fabrico de medicamentos, corantes, fibras, entre outras. Na companhia de Fernanda Botelho, vamos conhecer algumas destas plantas e o seu valor, para as saber apreciar e usar!

Com Fernanda Botelho – autora de livros sobre plantas silvestres comestíveis e medicinais


INFO ADICIONAIS

  • Ponto de encontro na entrada do Edifício Sede (lado exterior);
  • A realização da visita fica sujeita às condições atmosféricas; 
  • Possibilidade de desconto a participantes em situação de desemprego (50%), mediante apresentação de documento comprovativo, emitido há menos de 6 meses num dos seguintes idiomas: português, inglês, francês e espanhol.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.