CAM em Movimento: Vasco Araújo

Mulheres d'Apolo, 2010

No Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian apresenta-se, num contentor marítimo, um ciclo de vídeos da Coleção do CAM.

Slider de Eventos

Mulheres d’Apolo é um vídeo de Vasco Araújo produzido em 2010 para a exposição Mais que a Vida – Vasco Araújo / Javier Téllez, realizada na Fundação Calouste Gulbenkian, nesse mesmo ano.

As mulheres que vão surgindo no vídeo frequentam as matinés da Sociedade Filarmónica Alunos de Apolo, em Lisboa, e participaram a convite do artista nesta produção. O texto de Vasco Araújo, inspirado na tragédia grega de Eurípides As Troianas (415 a.C.) – que relata o trágico destino das mulheres de Troia –, é narrado pela voz de Lúcia Sigalho. Mas esta voz é representada pelo próprio artista, desvendado no final.

Há uma série de temas fundamentais, constantemente abordados na obra de Vasco Araújo, que aqui se destacam: a solidão e o desespero; a própria construção de uma identidade, real ou ficcionada, dependente do poder das relações humanas; ou até mesmo a condição social de uma minoria exemplarmente retratada nestas mulheres anónimas de meia-idade.


CICLO COMPLETO

11 jan – 03 fev 2022

Vasco Araújo, Mulheres d’Apolo, 2010

05 fev – 03 mar 2022

Ana Vidigal, Domingo à Tarde, 2000

05 mar – 03 abr 2022

Maria Lusitano, Modern Woman, 2015

05 abr 2021 – 03 mai 2022

Gabriel Abrantes, A brief history of Princess X, 2016

 

Este segundo ciclo de vídeos da Coleção do CAM surge em torno da condição feminina, do feminismo, da angústia e solidão, do prazer ou mesmo das questões de género.


VÍDEOS

Benjamin Weil fala sobre a criação do programa «CAM em Movimento» e a instalação do contentor marítimo no Jardim Gulbenkian


CAM EM MOVIMENTO

CAM em Movimento é uma programação «fora de portas», que reúne um conjunto de intervenções site-specific de artistas e exposições com obras da Coleção em diferentes espaços da cidade de Lisboa e da área metropolitana.

Saber mais