Estação Central da Beira: conservação e manutenção do património do Movimento Moderno

Slider de Eventos

Data

27 jul – 22 out 2023

Local

Átrio Biblioteca de Arte Gulbenkian

Preço

Bilhete
Entrada Livre
Esta exposição mostra o projeto de conservação e manutenção da Estação Central da Beira, em Moçambique, um dos edifícios emblemáticos da cidade e do país.

A Estação Central da Beira, em Moçambique, é não só um edifício icónico do país e da cidade, mas também um marco no contexto da história ferroviária, particularmente em África.

Alicerçado na linguagem do Movimento Moderno Internacional do Pós-Segunda Guerra, este projeto da autoria dos arquitetos Francisco José de Castro, João Garizo do Carmo e Paulo de Melo Sampaio é considerado uma das mais importantes edificações de engenharia portuguesa do século XX.

Esta exposição constitui um ponto de situação dos trabalhos em curso no âmbito do projeto de conservação e manutenção da Estação, financiado pelo programa Keeping It Modern, iniciativa da Getty Foundation.

O projeto conta com uma equipa de docentes, investigadores e técnicos das Escolas de Engenharia e de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho (EAAD UM), em Guimarães, da Faculdade de Arquitetura e Planeamento Físico da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, e dos Caminhos de Ferro de Moçambique, na cidade da Beira. Elisário Miranda é o curador da exposição.

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.