Diálogos Improváveis no Panteão

Coro Gulbenkian

Slider de Eventos

Nos espaços e na acústica generosa do Panteão Nacional, o tema Diálogos Improváveis contrapõe, como tem sido hábito, estilos e linguagens musicais contrastantes: o século XVII é representado por uma das expressivas Lamentações do português Diogo Dias Melgás, o romantismo oitocentista por Mendelssohn e Rheinberger (a imponente Cantus Missae). Para além das Metamorphoses de Britten para oboé, interpretadas por Pedro Ribeiro, o Coro Gulbenkian cantará ainda uma canção do japonês Toru Takemitsu e uma das mais intimistas obras do estónio Arvo Pärt, The Deer’s Cry.


Programa

Coro Gulbenkian
Jorge Matta Direção
Pedro Ribeiro Oboé

Diogo Dias Melgás
1.ª Lamentação de Quinta-Feira Santa

Michael Praetorius
Es ist ein Ros‘ entsprungen

Alban Berg
Es ist ein Reis entsprungen

Melchior Vulpius
Es ist ein Ros‘ entsprungen

Felix Mendelssohn-Bartoldy
Sechs sprüche, op. 79

Benjamin Britten
Metamorphoses after Ovid
(n.º 1 e n.º 3, oboé solo)

Toru Takemitsu
Sakura

Arvo Pärt
The Deer’s Cry

Benjamin Britten
Metamorphoses after Ovid
(n.º 5, oboé solo)

Josef Rheinberger
Cantus Missae (Sanctus, Benedictus, Agnus Dei)


Informação Relacionada

Programa de sala (PDF 490 KB)

A Fundação Calouste Gulbenkian reserva-se o direito de recolher e conservar registos de imagens, sons e voz para a difusão e preservação da memória da sua atividade cultural e artística. Caso pretenda obter algum esclarecimento, poderá contactar-nos através de [email protected] .


Mecenas Principal Gulbenkian Música

Definição de Cookies

Definição de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.