Conversa: Reinscrever o monumental

Slider de Eventos

A constante da memória coletiva é o espaço público – é nele, nos seus monumentos e na sua estatuária, que se inscrevem as dissensões, glorificações e festividades de feitos da história ocidental. Esta conversa vai partir dos trabalhos de Márcio Carvalho e Katia Kameli, expostos na exposição Europa Oxalá, para explorar ideias pré-concebidas que os elementos estatuários da cidade suscitam.

Oradores
Andreia Coutinho e Maribel Sobreira (Coletivo FACA)


ORADORES

Formado em 2019, tem como núcleo duro Andreia Coutinho e Maribel Sobreira e é um projeto de curadoria e cidadania ativa que questiona as narrativas da cultura visual. Trabalha as temáticas do feminismo, colonialismo, racismo, LGBTQI+ e não-normatividade em espaços museológicos. Partindo do pressuposto de que todas estas questões têm a mesma raiz ─ um preconceito em relação àquilo que não é igual a nós ─ estas discussões, desenvolvidas internacionalmente, são trazidas para o debate cultural português, convocando público especializado e não especializado.


Conheça a programação completa do Dia Internacional dos Museus

Saber mais

A Fundação Calouste Gulbenkian reserva-se o direito de recolher e conservar registos de imagens, sons e voz para a difusão e preservação da memória da sua atividade cultural e artística. Caso pretenda obter algum esclarecimento, poderá contactar-nos através de [email protected] .

Utilização de Cookies

Definições de Cookies

A Fundação Calouste Gulbenkian usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação, a segurança e o desempenho do website. A Fundação pode também utilizar cookies para partilha de informação em redes sociais e para apresentar mensagens e anúncios publicitários, à medida dos seus interesses, tanto na nossa página como noutras.
Para obter mais informações ou alterar as suas preferências, prima o botão "Definições de cookies" abaixo.